Tag Archives: Telecaster

You spin me round

afinas ou não afinas fender telecaster widerange pickup routing

Já não escrevia aqui há uns tempos mas, há cerca de meia dúzia de entradas atrás, modifiquei uma Fender Telecaster, onde coloquei um humbucker da Bare Knuckle. Agora temos outra Telecaster (gosto muito de Telecasters e não há nada a fazer). Espetei-lhe com um pickup Wide Range na posição do braço e aproveitei para dar uma voltinha ao meu brinquedo novo: uma fresadora. A precisão dos cortes e a versatilidade da máquina justificam a quantidade de pessoas que ajudaram a transportá-la para a sala das máquinas do atelier. Foi um dia transpirado.

afinas ou não afinas fresadora milling machine pickup routing widerange fender telecaster custom

Como resultado temos agora uma espécie de Telecaster Custom ’72 que, entretanto, já seguiu viagem para Leiria.

afinas ou não afinas fender telecaster modified widerange final

afinas ou não afinas telecaster fresadora milling machine widerange pickup routing final

Murder, death, killswitch

telecaster rewiring killswitch 4 pole 5 way bare knuckle afinas ou nao afinas celso pinto luthier porto

Volta e meia pedem-me para me divertir com a electrónica dos instrumentos. Neste caso a ideia é tornar uma Telecaster um pouco mais versátil e stage-ready. Coloquei um par de pickups Bare Knuckle (VHII e Black Guard), um killswitch e um selector de 4 pólos com 5 posições, onde é possível aceder a todas as combinações convencionais com o humbucker ou single coil na posição do braço. Um simples potenciómetro push-pull seria suficiente, mas a permutação entre combinações seria um nadinha mais elaborada. Evidentemente, tive de remodelar a cavidade para o pickup da posição do braço e, a pedido do meu cliente, a orientação da placa da electrónica foi invertida.

A tabela de combinações é então a seguinte, estando assinaladas com um asterisco as posições convencionais de uma Telecaster:

1ª posição: neck (full humbucker)
2ª posição*: neck (coil split)
3ª posição: neck (full humbucker) + bridge
4ª posição*: neck (coil split) + bridge
5ª posição*: bridge

telecaster rewiring killswitch 4 pole 5 way bare knuckle afinas ou nao afinas celso pinto luthier porto

Considerando o espaço reduzido da cavidade da electrónica, não há forma de fazer este trabalho sem deixar emancipar uma certa obsessivo-compulsividade e, enfim, manter a casa arrumada.

telecaster rewiring killswitch 4 pole 5 way bare knuckle afinas ou nao afinas celso pinto luthier porto

A juntar ao killswitch, temos um condensador Vitamin Q e um outro, cerâmico, como treble bleed, para preservar o registo de frequências mais agudas enquanto se reduz o volume.

Et voilá. Uma vez mais, a Bare Knuckle não desilude.

telecaster rewiring killswitch 4 pole 5 way bare knuckle afinas ou nao afinas celso pinto luthier porto

Before and after pics

Deixo uma pequena colecção antes-e-depois de alguns trabalhos que passaram por aqui, nos últimos tempos.

1. Uma Les Paul Custom Shop de 1983 com ligações redundantes e mecanicamente débeis:

les paul wiring after

2. Uma Fender Telecaster Custom, vítima de uma generosa e ineficiente blindagem a grafite, que prontamente substituí por folha de cobre e ligações apropriadas:

3. Uma Gibson Les Paul Studio que deu entrada no atelier com a cabeça partida (não fotografada) e uma mossa bem visível:

4. Mais uma Gibson Les Paul Studio com as selas visivelmente desgastadas, alvo de recuperação. Na primeira foto podemos ver as selas da direita na sua condição original:

O DVD dos Azeitonas

(ou azeitona às rodelas)

E diz assim o AJ:

“quem quiser ter a gentileza de partilhar e ajudar a divulgar o DVD que aí vem, faça o favor. É música portuguesa independente que vive às custas da net, esse monstro inimigo da indústria musical, mas tão amigo da música. Se neste vídeo se ouve o pessoal a cantar, é graças aos facebooks, myspaces, mp3, etc. Esta música não dá na rádio e não existe em cd. A banda agradece!”

Isto relembra-me que aquela Telecaster teve alta poucos dias antes deste concerto. O meu organismo acusa sempre um pico na produção de endorfina quando vê o meu trabalho em palco, nas mãos de gente inspirada. Boa disposição instantânea.

A Azeitona no topo do bolo

fender telecaster thinline os azeitonas

Esta é a Telecaster Thinline do AJ (ou Miguel Araújo Jorge) (Os Azeitonas) que fez escala no atelier antes de saltar para o palco do Teatro Sá da Bandeira onde, no próximo dia 15 de Dezembro, os rapazes irão ordenhar o primeiro DVD d’Os Azeitonas. Que grande frase.

E agora a versão sucinta deste post:

Os Azeitonas tocam no Sá da Bandeira no dia 15 de Dezembro. É aparecer.

Strings-screw-body

telecaster body

Numa tentativa de converter esta cópia de Telecaster para a versão strings-thru-body, o resultado foi este. Quando se faz um furo com uma broca sem amparar a superfície com um bloco de madeira e, também, quando a velocidade de rotação para o berbequim não é a mais apropriada para a densidade do material a furar, é difícil obter um resultado elegante. À parte disso é visível que os orificíos não se encontram correctamente alinhados.

Enviaram-me então o corpo desta guitarra para resolver o problema e a solução proposta pelo meu cliente consistia em colocar um remate em madeira, de forma a podermos corrigir a maior parte dos erros, evitando gastos avultados que se iriam verificar num restauro em termos.

Mãos à obra então:

This is what happens when one tries to modify the guitar in order to feed the strings through the body. I can tell there was no scrapwood under the guitar to back the drillbit. The speed of the drill was probably wrong too. Softwood calls for higher speeds, depending on the bit diameter. The holes were also poorly aligned and the space between them is uneven.

Only the body of the guitar had been shipped and my customer was looking for a cost effective solution: routing a couple millimeters deep into the wood and then patching it up with a nice piece of rosewood or mahogany.

Lets get to work, shall we?