Tag Archives: epiphone

Splintery ebony

Se a ductilidade é uma propriedade característica de alguns materiais, não é certamente a do ébano. A juntar à falta desta, temos também uma densidade invulgar. Algo a rondar os 1200 kg/m3.

O meu cliente comprou esta Epiphone Les Paul Custom Prophecy e, ao procurar reduzir a deflexão apresentada no braço, constatou que o primeiro trasto se encontrava bem mais baixo do que os restantes ao ouvir uma nota Fá que insistia ser um esquizofrénico Fá#. Num impulso de improviso e autodidatismo – que é sempre de louvar – o dono deste instrumento tentou elevar o trasto com um alicate para corrigir a discrepância. Ambos concordámos que não correu bem.

Abaixo podemos ver o resultado do pequeno restauro, pouco antes de avançar para a rectificação efectiva da altura entre os trastos.
Para resumir: independentemente da ductilidade da madeira que constitui a escala de um instrumento, o trasto tem que estar devidamente cravado e estabilizado na madeira. Outros problemas como notas de fraca duração/timbre ou intonação deficiente irão resultar de uma manobra destas.

afinas ou nao afinas escala de ébano quebradiço restaurada celso pinto luthier porto portugal

5 cordas para os Clã

epiphone riviera 5 string conversion

Os Clã destacam-se claramente pela sua música e, no que a mim diz respeito, por pedidos pouco ortodoxos da parte do Hélder Gonçalves.

Desta vez trata-se de uma Epiphone Riviera que é suposto converter para 5 cordas. Tive então que remover uma das cravelhas, fazer uma nova pestana e adaptar a ponte tune-o-matic para esta nova configuração. Isto foi possível produzindo uma sela com uma largura superior à habitual, para sustentar a 3ª corda, que neste caso é um Ré.

riviera5string_tuneomatic_before

riviera5string_tuneomatic_after

Aproveito para dizer que o Disco Voador, dos Clã, já se encontra em órbita desde Abril. Fica o último vídeo da banda, que é bem porreiro. A música chama-se Asas Delta.