Category Archives: Vintage

Family Portrait

Em vésperas de mais uma digressão com o Lee Ranaldo, deixo-vos um bonito retrato de alguns de alguns instrumentos envolvidos nos últimos trabalhos.

family-values

Para os curiosos, da esquerda para a direita:

– Fila traseira: Hofner 500/1, Hofner Club Bass, Hofner 500/1
– Fila intermédia: Hagstróm Concord, Burns Double-Six, Teisco Shark Fin, Hofner 185
– Primeira fila: guitarra portuguesa construída por João Pedro Grácio Júnior que, algures no passado, pertenceu a Carlos Paredes. Um pedaço da nossa história musical que tive o prazer de restaurar. Brevemente irei publicar algumas fotos e pormenores sobre este trabalho.

Oporto Soundshock

palestra vintage o que é celso pinto oporto soundshock hardclub 25 de novembro

Integrada no Oporto Soundshock irei apresentar uma palestra intitulada “Vintage: o que é?”.

Um workshop de guitarra, domingo às 14:00 na sala 2, será realizado por Celso Pinto. Este luthier, certificado pela Galloup School of Lutherie de Michigan – USA, irá palestrar sobre o tema: “Vintage, o que é?” A entrada é gratuita, sendo a lotação limitada.

Nesta palestra vamos ter a introdução ao mercado vintage e ao diagnóstico de instrumentos musicais de corda beliscada, assim como temas inerentes à compra e venda de instrumentos musicais antigos, com realce para os tópicos:
– Vintage: o que é?
– Enquadramento histórico, técnico, sociológico e emocional.
– O que define o valor comercial de um instrumento?
– Diagnóstico de instrumentos acústicos e eléctricos.
A apresentação tem como objectivo informar e instaurar critérios transversais para uma linguagem comum entre o público geral, coleccionadores e comerciantes.

Até lá,
Celso

Rock and Roll History X

lee ranaldo stolen blue telecaster celso pinto afinas ou nao afinas luthier porto portugal

Esta guitarra é, sem grandes dúvidas, a mais emblemática que me terá passado pelas mãos.

Senão vejamos:
– O Lee Ranaldo usa-a há mais de 30 anos, pré-Sonic Youth;
– A guitarra foi roubada em 1999 e, entretanto, devolvida em 2005 com a cor actual;
– Creio que esta guitarra já teve 3 braços diferentes, ao longo dos anos;
– O Kurt Cobain tocou nesta guitarra enquanto convidado num concerto dos Mudhoney a abrir para Sonic Youth, em Setembro de 1992.

kurt cobain plays lee ranaldos telecaster deluxe mudhoney sonic youth

Outras curiosidades incluem uma pestana de latão, um pickup da ponte consideravelmente mais brando que o do braço, trastos jumbo e uma afinação pouco convencional, sem surpresas. Aqui temos C G C C c G. Esta guitarra é tocada com um arco de violino na música Hammer Blows, do recente álbum a solo Between the Times and the Tides.

E agora, fotos com força:

On the road w/ Lee Ranaldo

lee ranaldo primavera sound vintage jazzblaster sonic youth

Ainda haverá quem não saiba que neste momento encontro-me fora do atelier. O regresso ao trabalho na rua do Breyner está agendado para o dia 19 de Junho. Até lá, estarei a acompanhar o Lee Ranaldo na sua digressão pela Europa. A banda é composta pelo Lee Ranaldo, Steve Shelley (também dos Sonic Youth), pelo Alan Licht e pelo Irwin Menken.

Hoje foi o dia do San Miguel Primavera Sound (Barcelona). Deu para conhecer alguns elementos dos Mudhoney e dos Wilco… não consegui ver Mazzy Star. Amanhã partimos para Geneva para, de seguida passarmos por Düdingen/Bad Bonn, para o festival Kilbi. Lá para a frente passaremos pelo Porto, para vos dar um olá. Apareçam se puderem.

Pelo meio espero restar algum tempo para recolher, editar e publicar algumas fotos.

lee ranaldo atp stage primavera sound barcelona jazzmaster jarrell telecaster deluxe

Até já.

Who needs guitars? pt. I

cítara afinas ou nao afinas

Assumidamente gosto de guitarras, mas por vezes aborrece-me que não me cheguem às mãos outro tipo de instrumentos de corda. Este é o primeiro tópico de uma série dedicada a instrumentos menos convencionais.

Neste caso temos uma cítara que tem, pelo menos, 89 anos. Foi oferecida à avó do dono actual na noite de Natal de 1922. O instrumento encontrava-se em mau estado mas consegui recuperá-lo preservando todas as peças originais… com excepção para as cordas. Só avancei com este trabalho depois de me certificar que estava vacinado contra o tétano.

Muito obrigado ao Pedro, pelo patrocínio na quebra da rotina neste atelier.

Deixo-vos algumas fotos.

cítara antes do restauro afinas ou nao afinas

Um pormenor do grafismo da cítara e do estado avançado de corrosão das ferragens:
cítara grafismo

Corda a corda, num total de 20.
cítara chave de afinação

Esta cítara tem dois acordes – Sol e Dó maior – com 4 cordas para cada um. Às restantes cordas está atribuída a escala diatónica, numa extensão de quase 2 oitavas.
cítara prenda de natal 1922

Amp land

afinas ou nao afinas ampland ampeg marshall jtm60 thd bivalve mesa boogie lonestar simms watts fender super twin reverb

Oh no! Mais uma mão cheia de 6 amplificadores a válvulas. Polidactilia é o termo apropriado.
No sentido horário:

– THD Bivalve;
– Mesa Boogie Lonestar Classic;
– Simms-Watts Plexi 100;
– Ampeg Reverberocket 50;
– ’78 Fender Super Twin Reverb;
– Marshall JTM60.